Ausdrahra/pt

Aus Dancilla Wiki
Wechseln zu: Navigation, Suche

Antigo landler do Tirol, esta dança provem da região do Thiersee.

Posição inicial

Em pares no círculo, voltados em sentido de dança. A moça está à direita do rapaz. As mãos internas unidas, os braços externos para baixo ou “guardados” nas costas.

Execução

A dança acontece quase que no lugar sem muito avanço.

O passo durante toda a dança é caminhado sendo um passo por semínima do compasso.

Todas os giros são executados com as mãos no alto e em seguida as mesmas voltam para a altura do quadril.

Descrição da dança

Introdução

Compassos 1-2: A moça contorna o rapaz uma vez em sentido anti-horário, sendo que, quando ela chega no lado esquerdo do rapaz (olhando em direção a ele), o rapaz troca as mãos: a esquerda da moça vai para a esquerda do rapaz. As mãos esquerdas unidas são colocadas no quadril esquerdo do rapaz. Sem interromper o movimento, a moça continua contornando o rapaz até chegar a direita dele, para fora do círculo. Enquanto ela o contorna, ele executa os passos no lugar, continuando com a frente em sentido de dança. O rapaz estende o braço em sentido de dança e segura a mão direita da moça com sua direita, os braços ficam levemente flexionados em sentido de dança. Esta figura acontece somente no início da dança.

Figura 1

Compasso 3-8: Nesta posição o par gira em sentido horário, o rapaz sendo o eixo de giro. O final desta figura se dá conforme a mudança da música. Assim, caso a moça precise de mais que os 2 compassos da figura de introdução para contornar o rapaz, esta segunda figura fica sendo uma pouco mais curta. Ao final do compasso 8 o par deve estar com frente para o sentido de dança.

Figura 2

Compasso 9-16 (1-8): O rapaz conduz a moça a sua frente, ele está com frente para o sentido de dança, ela contra o sentido de dança.

Parte 1: O rapaz inclina o tronco, as mãos esquerdas unidas ficam nas costas do rapaz. Ele passa por baixo do braço esquerdo da moça sendo que em seguida solta as mãos esquerdas e volta a se erguer. Ele conduz a moça com a direita para um giro anti-horário para que voltem a estar frente a frente. As mãos esquerdas são unidas por sobre as direitas – posição cruzada esquerda sobre direita. Com as mão unidas o rapaz gira a moça mais uma vez em sentido anti-horário, voltando para a posição frente a frente. As mãos direitas agora estão por cima das esquerdas.

Parte 2: Sem soltar as mãos, o rapaz une todas em seu quadril esquerdo. Ele inclina o tronco e gira uma vez em sentido horário sob os braços, volta a se erguer e conduz moça para um terceiro giro anti-horário. As mãos são elevadas para o giro e em seguida abaixadas. Os braços continuam cruzados, direita sobre a esquerda.

Não há uma definição exata para cada movimento desta figura mas deve-se cuidar para que os mesmos terminem juntamente com o final desta parte musical.

Figura 3

Compasso 17-24 (1-8): O rapaz conduz a moça para um giro horário, voltando para a posição frente a frente, sendo que agora os braços esquerdos estão por cima, ele com frente em sentido de dança. Sem soltar a mãos, o rapaz coloca as mãos unidas em seu quadril direito e gira inclinado em sentido anti-horário sob os braços. Ao se erguer conduz a moça para um giro horário e em seguida para um giro anti-horário. Os braços direitos estão por cima, ele com frente em sentido de dança.

Figura 4

Compasso 25-32 (1-8): O rapaz eleva as mão unidas até a altura da cabeça e conduz a moça com um movimento de rodar dos braços ao seu redor em sentido anti-horário. Ela executa um círculo caminhando para frente até a posição para fora do círculo. Quando ela quase chegar a direita do rapaz, este coloca as mãos esquerdas unidas em seu ombro. Os braços direitos ficam levemente estendidos em sentido de dança. Enquanto ela o contorna, ele executa os passos no lugar sem girar. Nesta posição o par gira em sentido horário no lugar, o rapaz sendo o eixo de giro. A figura termina conforme a parte musical.

Com isto uma passagem da dança está finalizada. A dança reinicia com a figura 1. Para chegar na posição inicial desta figura o rapaz eleva as mãos unidas até a altura da cabeça e conduz a moça para um giro anti-horário. Em seguida a conduz para que ela o contorne em sentido anti-horário. Quando ela chega na sua direita, ele abaixa a mão esquerda e a coloca no seu quadril esquerdo. Os braços direitos são levemente estendidos em sentido de dança.

Em geral a música repete 3 vezes e finaliza com a figura 4.

Observações

Na figura 2 , parte 2, e figura 3, as mãos unidas podem também estar abaixo do braço braço esquerdo do rapaz ou no seu ombro. A dança pode ser executada livremente, não sendo necessário se ater a sequencia das figuras. Algumas possibilidades de sequencia que em geral são encontradas: I+1234, I+1244. I+1355

Para mudar de uma figura para outra será preciso observar:

No início das figuras 2,3 e 4 as mãos iguais estão unidas. A direita está sobre a esquerda.

Nas figuras 1,2 e 3 esta posição acontece naturalmente.

Dança de figuras livres, isto significa que a sequencia e forma das figuras fica a cargo da condução do dançarino. Para questão de ensino, treino e preservação da dança em grupos porém se opta por uma sequencia pré-determinada para facilitar o aprendizado. A descrição acima deve ser vista como uma de várias possibilidades de execução desta dança e não como uma forma fixa.

Fonte

Partituras

Em outros idiomas