Caranguejo/pt

Aus Dancilla Wiki
Wechseln zu: Navigation, Suche

Segundo Oneyda Alvarenga esta dança foi popular em todo o Brasil, tendo referências no século XIX. É ainda uma das poucas danças graves, de pares dependentes, encontradas no ambiente campeiro do Rio Grande do Sul.

Formação inicial

Círculo de pares opostos – homens fora e mulheres dentro do círculo, mão direita do cavalheiro segura a esquerda da dama.

Passos

Balancê: Mão direitas unidas, elevadas na altura da cabeça, caminhar em círculo, as mãos indicam o centro de giro

Descrição

Inicia-se a dança com um giro saudação da dama na mão do cavalheiro, quando inicia a coreografia soltam-se as mãos.

Parte 1

Compasso 1-2: 3 batidas no chão à frente, todos direita: H – planta, M – meia-planta

Compasso 3-4: 3 palmas nas próprias mãos

Compasso 5-8: balancê sentido horário na mão direita – 1 volta completa

Compasso 1-8 (rep.): Conforme compasso 1-8 anteriores

Parte 2

Compasso 1-4: 4 passos laterais para a esquerda, trocando de lugar com o parceiro da esquerda, frente-a-frente (passa um e dança com o outro), as mãos para cima na altura do ombro e “castanholar” (estralar os dedos) no ritmo da música. Os cavalheiros agora estão para dentro e as damas para fora do círculo

Compasso 5-8: Meio-balancê com o próximo parceiro retornando para a posição com as damas dentro do círculo

As duas partes repetem enquanto a música tocar.

Fonte

  • CÔRTES, J. C. Paixão (João Carlos Paixão); LESSA, Barbosa. Manual de danças gaúchas.7. ed. São Paulo : Irmãos Vitale, 1997. 165 p, il.

Video

União Gaúcha - Enart 2012

CTG Lalau Miranda - Enart 2009