Oberbayrische Mazurka/pt

Aus Dancilla Wiki
Wechseln zu: Navigation, Suche

Posição inicial

Em pares no círculo, frente a frente, rapaz de costas para o centro do círculo, braços par baixo.

Descrição da dança

Figura 1

Compasso 1-4: Rapaz e moça se aproximam com 4 passos calmos, ele inicia com o pé esquerdo, ela com o direito. No compasso 4 seguram-se pelas mãos internas, os braços para baixo, as mãos livres nas costas.

Compasso 5: O rapaz executa um passo lateral em sentido de dança e balança a perna direita por sobre a esquerda. O joelho é levemente flexionado. O pé de apoio pode ser elevado, tirando o calcanhar do solo. A moça faz o mesmo movimento com a perna invertida. As mãos unidas podem acompanhar o balanço mas não devem da altura do quadril.

Compasso 6: Conforme compasso 5 contra o sentido de dança

Compasso 7-8: O rapaz eleva o braço direito acima da cabeça e a conduz para 2 giros horários. A moça executa os giros com 6 passos, o rapaz executa os passos no lugar, sendo que os 2 últimos são executados com batida de pé (esquerdo, direito). Ao final do compasso 8, tomar posição convencional de dança semi-aberta em sentido de dança, braços levemente flexionados.

Figura 2

Compasso 9-10: 2 Passos de mazurca sendo o primeiro passo com certo avanço.

Compasso 11-12: Sem alterar a posição de dança, o rapaz conduz a moça ao seu redor em sentido anti-horário, com 6 passos. Em seguida solta a mão esquerda e se posiciona frente a frente, de costas para o centro do círculo, mãos internas unidas.

Compasso 13-16: Conforme compassos 5-8, passo de balanço em sentido de dança e contra sentido de dança e giro da moça

Compasso 9-16 (Rep.): Conforme compassos 9-16 anteriores. Ao final posição aberta ombro-cintura

Figura 3

Compasso 1: Pés de fora, esquerdo do rapaz e direito da moça, são colocados na diagonal para frente com o calcanhar no chão, ponta do pé para cima.

Compasso 2: 3 Passos em sentido de dança, iniciando com o pé de fora, o rapaz com batida forte no chão.

Compasso 3-4: O rapaz conduz a moça com 6 passos para a sua esquerda, sendo que ela gira em sentido anti-horário. O rapaz executa os 6 passo no lugar. Em seguida posição aberta ombro-cintura invertida.

Compasso 5-6: Conforme compasso 17-18 inversamente

Compasso 7-8: Conforme compasso 21-22, a moça retorna para a direita do rapaz com giro horário. Em seguida posição convencional de dança.

Figura 4

Compasso 9-16: Valsa direita rodada. Em seguida posição cintura-quadril.

Compasso 1-16 (Rep.): Conforme compasso 17-24 anteriores – figuras 3 e 4. Ao final posição aberta ombro-cintura.

Figura 5

Compasso 1-2: 2 Passos ternários em sentido de dança, iniciando com os pés de fora

Compasso 3-4: Giro do par em sentido anti-horário, sem alterar a posição de dança

Compasso 5-6: 2 Passos ternários em sentido de dança, iniciando com os pés de fora

Compasso 7-8: Conforme compassos 27-28, sendo o giro do par em sentido horário

Compasso 9-10: 2 Passos ternários em sentido de dança, iniciando com os pés de fora

Compasso 11-12: Giro do par em sentido anti-horário. Em seguida posição frente a frente, mãos internas unidas.

Figur 6

Compasso 13-14: Passos de balanço conforme compasso 5-6 iniciais, em sentido de dança e contra sentido de dança

Compasso 15-16: Soltar as mãos e girar, cada um por si com 2 passos ternários, rapaz giro anti-horário, moça giro horário

Compasso 1-16 (Rep.): Conforme compasso 25-40 anteriores, repetição das figuras 5 e 6

Figura 2

Compasso 1-6: Figura 2, duas vezes, conforme anterior

Informações adicionais

A mazurca foi dança nacional na Polônia no início do século XVII, sendo já conhecida na Alemanha por volta de 1750 mas somente em meados do século XIX veio a ter seu espaço nos salões de baile na Europa central. Existem muitas formas e variações e n dança folclórica está viva principalmente nas regiões dos alpes. A música da Oberbayerische Mazurka foi registrada por volta de 1892/93 por músicos de Kirchdorf am Haunpold, próximo a Bruckmühl na Alta Baviera. As figuras de dança são provenientes de antigas formas de mazurca tendo sido agrupadas desta forma por Ingeborg Heinrichsen.

Fonte

Em outros idiomas